A beleza da margem

Olá, povo! Fiquei um tempinho sem postar por aqui porque peguei um emprego qualquer pra ver se consigo comprar equipamento… não está fácil entrar num mercado onde todo mundo tem uma MarkII e três lentes, no mínimo. Ocupada, tenho apenas as madrugadas quando chego do serviço para dar uma rodada na internet e acaba não sobrando nem um pouco de carinho pra esse blog…

Até que esbarrei num tópico recente sobre o fotógrafo Rafael Lage no fórum do FotoClube BH no Flickr. Fiquei sensibilizada com a riqueza do trabalho do cara. Em seu empenho fotográfico e filmográfico, ele documenta como a cultura hippie moderna no Brasil é marginalizada, ameaçada na sua base por poderes que tratam os artesãos nômades como vagabundos, drogados e mercadores safados que precisam sofrer sanções e represálias no seu modo de vida para “tomarem jeito” e saírem das ruas. Existe uma lei contra a “vadiagem” comendo solta nas ruas do nosso país: artesãos e moradores de rua tem tido seu artesanato e pertences pessoais (como cobertores e itens de higiene pessoal) apreendidos por fiscais, com apoio da polícia, numa tentativa dessas autoridades de limpar as ruas da presença de um grupo que consideram lixo social, que dizem que “polui” as cidades.

O que acontece, amigos, é que a cultura hippie, ou o que sobrou dela na sociedade Brasileira, está toda nas mãos desse povo artesão. Eles que nós vemos vendendo pulseiras na praça, fazendo dreads nos transeuntes, são artistas, são o que sobreviveu de uma cultura riquíssima, uma contracultura, aliás. E como uma contracultura leva a sociedade ao questionamento, não é de se espantar que existam poderes querendo sufocá-la. A luta do fotógrafo, portanto, é contra o assassinato de um movimento cultural. Esse assassinato tem sido cometido à luz do dia, na presença da multidão.

Rafael Lage, sendo ele mesmo um desses artesãos, decidiu registrar a situação de desrespeito aos direitos humanos e expor isso tudo em busca de um impacto favorável àqueles que defende. O trabalho dele é lindo e eu apoio completamente, e espero que todos vocês também apoiem, divulguem por aí :)

Não vou falar demais, apenas deixar com vocês o link do blog do moço: http://belezadamargem.wordpress.com/ (fotos acima emprestadas do blog).

Beijos!